9

Gestantes devem fazer exercícios físicos?

Postado em: 9 de maio de 2019

O período de gravidez é marcado pela necessidade de repouso e dificuldade na realização de diversas atividades, mas ao contrário do que muita gente pensa, é recomendado para muitas mulheres a prática de alguns exercícios físicos durante a gestação.

Na verdade, os exercícios físicos são grandes aliados da saúde da mulher grávida e também do bebê, já que é por meio da prática que é possível diminuir inchaços (principalmente nas pernas), prevenir varizes e tromboses e evitar dores na coluna.

Os motivos para se praticar exercícios

Praticar exercícios físicos nessa fase também ajuda no controle de peso, evitando que a mulher ganhe alguns quilos após a gravidez enquanto livra a criança e mãe de complicações por conta do problema. A hipertensão e diabetes também pode ser controlada com a prática de exercícios regulares.

Se a mulher optar por um parto normal, o exercício físico é praticamente fundamental para que todo o processo seja facilitado no grande dia. Com a ajuda de algumas atividades específicas (e também as mais generalistas) é possível fortalecer a musculatura pélvica, preparando a região para o parto.

De acordo com Diogo Fiorini, Gerente da Cia Athletica de Belo Horizonte, rede de academias, se a mulher tiver uma gestão saudável, recomenda-se a prática de ao menos 150 minutos semanais de atividade física. “Os exercícios sugeridos são caminhadas, dança e outros aeróbicos; Atividades como natação e hidroginástica ajudam muito a diminuir edemas. Já musculação, pilates, yoga, e body bump também são importantes para reforçar a musculatura da lombar e da região pélvica” – explica Fiorini.

Acompanhamento é essencial

Vale lembrar que, antes da gestante começar a realizar suas atividades físicas, é necessário consultar a recomendação médica. “É importante que as gestantes que não praticam exercícios façam uma avaliação médica antes de começar com atividades, mesmo as de baixa intensidade. Já para as mulheres que estão habituadas, vale manter as atividades e procurar um profissional para fazer pequenas adequações e melhorar a segurança e efetividade do exercício.” completa o gerente.

Para Mariana Rosario, ginecologista, obstetra e mastologista, a mulher gestante precisa de cuidados médicos essenciais: “É importante que a mulher grávida seja acompanhada em seu pré-natal, pelo obstetra, e por um profissional de Educação Física especializado em gestante. Não é aconselhável que ela exagere, é claro, mas é imprescindível que as sedentárias aproveitem esse período para começarem uma atividade, devagar, e as que já a praticam não a abandonem”, aconselha.

Mariana diz que incentiva suas pacientes a procurar o prazer de cuidar do corpo e saúde na gravidez. “Vejo que há desculpas para não realizarem exercício físico na gestação, mas, este é um período em que se gasta muita energia e é necessário ter disposição para chegar à 40ª semana bem. A atividade física aumenta a serotonina e dá prazer, então, a sensação física é muito boa, só faz bem”, garante.