Queda de idosos: como evitar acidentes

Postado em: 26 de julho de 2019

A terceira idade chega com muita experiência de vida acumulada, mas também com algumas complicações e cuidados de saúde necessários. Um dos pontos de atenção é em relação aos perigos de queda e fraturas.

Dados do Ministério de Saúde apontam que, em 2017, cerca de 12 mil idosos morreram em decorrência de quedas. Além disso, foi revelado que aproximadamente 30% de pessoas com mais de 60 anos caem ao menos uma vez por ano, dos quais 50% destes ficam com mobilidade reduzida após o acidente. 

Infraestrutura

O principal cuidado para que quedas sejam evitadas é com a infraestrutura do local em que o idoso habita. Isso significa que diversos itens de sua casa devem ser adaptados, alterados ou retirados para que a segurança seja garantida e acidentes evitados. 

Acessórios como barras de apoio e tapetes antiderrapantes são alguns dos itens essenciais para adaptar à rotina do idoso. Confira uma lista de ambientes de atenção: 

  • Banheiros
  • Cozinha
  • Escadas e corredores
  • Quarto

São esses os locais em que os idosos mais circulam dentro da casa. Muitos deles possuem móveis que podem oferecer perigo caso exista uma queda, como as estantes e variados, mas que podem ser facilmente adaptadas com a instalação de faixas anti-impacto. 

Profissionais auxiliares

O idoso deve ter independência em seu cotidiano, mas em casos específicos em que o quadro de saúde é delicado, você pode considerar a contratação de um profissional que pode te auxiliar nos cuidados enquanto você trabalha ou desempenha outras atividades cotidianas. 

Um profissional como esse pode ter uma formação específica da área da saúde ou ser alguém com tato especial para cuidados humanos, variando conforme a necessidade de quem será atendido. Uma dica é buscar referências em seu ciclo de amigos, consultando o convênio médico do idoso ou em sites especializados.